Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/928
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Identificação de acessos de meloeiro tolerantes ao déficit hídrico
metadata.dc.creator: Medeiros, Artemízia Cyntia Bezerra de
metadata.dc.contributor.advisor1: Nunes, Glauber Henrique de Sousa
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Dantas, Débora Jesus
metadata.dc.contributor.referee1: Medeiros, José Francismar de
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, José Robson da
metadata.dc.description.resumo: A cadeia produtiva de melão (Cucumis melo L.) no Nordeste brasileiro tem uma alta representatividade nas balanças comercias interna e de exportação. Eventualmente, perdas na produtividade são registradas decorrentes dos ciclos de estiagem e altas taxas evapotranspiratórias na região. A grande variabilidade genética do meloeiro é conservada em bancos e coleções de germoplasma, representando fontes de alelos que auxiliam a identificação de genitores com caracteres de interesse e possibilitam a elaboração de estratégias para etapas subsequentes de programas de melhoramento. O objetivo desta pesquisa foi investigar as respostas de acessos de melão ao déficit hídrico durante os processos de germinação, desenvolvimento inicial e crescimento vegetativo. O trabalho foi realizado em duas etapas, a primeira durante a germinação e a segunda até o período de floração. A primeira etapa foi dividida em dois ensaios. Em ambos se utilizou o delineamento em blocos casualizados com quatro repetições e 25 sementes por parcela. No primeiro ensaio foi realizado o teste de germinação com 25 genótipos submetidos a três potenciais osmóticos (0,0; -0,2 e -0,4 MPa). As características avaliadas foram: porcentagem de germinação, comprimento da parte aérea e radícula, massa seca da parte aérea e radícula e índice de eficiência de produção (IEP). A partir das médias genotípicas obtidas com o IEP, os acessos foram classificados em tolerantes (T), moderadamente tolerantes (MT) e susceptíveis (S) ao déficit hídrico. Para o segundo ensaio, foi selecionado um acesso representante de cada classificação: A-09 (T), A-16 (MT), A-02 (S), além do AHK-119, um genótipo promissor na tolerância a seca, e o híbrido ‘Goldex’, amplamente cultivado no Nordeste brasileiro. Os cinco genótipos foram avaliados para o índice de velocidade de germinação (IVG) em dois potenciais osmóticos (0,0 e -0,2 MPa). A redução do potencial osmótico provocou o decréscimo da germinação das sementes e do desenvolvimento inicial das plântulas a partir de -0,2 MPa. O desenvolvimento de plântulas normais foi inibido entre os potenciais -0,2 e -0,4 MPa para todos os acessos testados. O ‘Goldex’ e A-09 apresentaram as maiores médias genotípicas para o IVG. A segunda etapa do trabalho foi realizada com os cinco genótipos avaliados para o IVG. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados em esquema fatorial 5 x 3 (genótipos x tratamentos) com três repetições e quinze plantas por repetição. Os tratamentos iniciaram 7 dias após o transplante e resultaram da combinação do conteúdo de água facilmente disponível (AFD) e três coeficientes de depleção (0,35; 0,45 e 0,55). Determinou-se uma tensão crítica para reposição de umidade em cada tratamento. Os resultados revelaram efeito significativo do déficit hídrico para o teor relativo de água na folha (TRA) e potencial hídrico foliar (ΨWf), e da interação acesso (A) x déficit hídrico (DH) para TRA e ΨWf ao meio dia. As variáveis de crescimento diâmetro do caule (DC), número de folhas por planta (NFP), altura da planta (AP), massa seca foliar (MSF), massa seca do caule (MSC), massa seca da parte aérea (MSPA) e área foliar (AF) foram significativamente influenciadas pelo efeito de A, o efeito do DH não foi significativo apenas para AF. A densidade de raízes (ρr) não interagiu com o efeito fixo, nem aleatório. O padrão de resposta à seca do meloeiro varia de acordo com a fase de desenvolvimento, assim a susceptibilidade nos estágios iniciais de crescimento não deve ser extrapolada para estágios mais tardios, pois as respostas à seca demandam adaptações e alterações no fenótipo que se tornam mais expressivas durante o crescimento vegetativo
Abstract: The agribusiness of melon (Cucumis melo L.) in the Brazilian Northeast has a high representativeness in the internal and export trade scales. Eventually, productivity losses are recorded as a result of drought cycles and high evapotranspiration rates in the region. The great genetic variability of the melon is conserved in germplasm banks and collections, representing allele sources that help identify parents with characters of interest and enable the elaboration of strategies for subsequent stages of breeding programs. The objective of this research was to investigate the responses of melon accessions to water deficit during the germination, initial development and vegetative growth processes. The work was carried out in two stages, the first during germination and the second until the flowering period. The first step was divided into two trials. In both, a randomized complete block design with four replicates and 25 seeds per plot was used. In the first experiment the germination test was performed with 25 genotypes submitted to three osmotic potentials (0.0, -0.2 and -0.4 MPa). The evaluated characteristics were: germination percentage, aerial part length and radicle, aerial shoot dry mass and radicle and production efficiency index (IEP). From the genotypic means obtained with the IEP, the accessions were classified as tolerant (T), moderately tolerant (MT) and susceptible (S) to water deficit. For the second test, a representative access of each classification was selected: A-09 (T), A-16 (MT), A-02 (S), and AHK-119, a promising genotype in drought tolerance, and the hybrid 'Goldex', widely cultivated in the Brazilian Northeast. The five genotypes were evaluated for the germination speed index (IVG) in two osmotic potentials (0.0 and -0.2 MPa). Reduction of osmotic potential led to a decrease in seed germination and seedling initial development from -0.2 MPa. The development of normal seedlings was inhibited between potentials -0.2 and -0.4 MPa for all accesses tested. Goldex and A-09 presented the highest genotype means for IVG. The second stage of the work was carried out with the five genotypes evaluated for the IVG. The experimental design consisted of randomized blocks in a 5 x 3 factorial scheme (genotypes x treatments) with three replicates and fifteen plants per replicate. Treatments started 7 days after transplantation and resulted from the combination of readily available water content (AFD) and three depletion coefficients (0.35, 0.45 and 0.55). A critical stress was determined to restore moisture at each treatment. The results revealed a significant effect of the water deficit on the leaf water content (TRA) and leaf water potential (ΨWf), and on the access interaction (A) x water deficit (DH) for TRA and ΨWf at noon. The growth variables stem diameter (DC), number of leaves per plant (NFP), plant height (AP), leaf dry mass (MSF), stem dry mass (MSC) and leaf area (AF) were significantly influenced by the effect of A, the effect of DH was not significant only for AF. The root density (ρr) did not interact with the fixed or random effect. The pattern of response to drought of the melon varies according to the development phase, so the susceptibility in the early stages of growth should not be extrapolated to later stages, since drought responses demand adaptations and changes in the phenotype that become more expressive during vegetative growth
Keywords: Cucumis melo L
Germoplasma
Estresse abiótico
Seca
Cucumis melo L
Germoplasm
Abiotic stress
Drought
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
metadata.dc.publisher.initials: UFERSA
metadata.dc.publisher.department: Centro de Ciências Agrárias - CCA
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Manejo de Solo e Água
Citation: Citação com autor incluído no texto: Medeiros (2018) Citação com autor não incluído no texto: (MEDEIROS, 2018)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/928
Issue Date: 27-Apr-2018
Appears in Collections:MESTRADO EM MANEJO DE SOLO E ÁGUA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ArtemíziaCBM_DISSERT.pdf2.03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.