Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/tede/366
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Farelo de girassol na alimentação de aves Isa Label em fase de postura em ambiente equatorial
Other Titles: Sunflower meal for feeding of Isa Label laying hens in an equatorial environment
metadata.dc.creator: Oliveira, Vanessa Raquel de Morais
metadata.dc.contributor.advisor1: Arruda, Alex Martins Varela de
metadata.dc.contributor.referee1: Souza, Janete Gouveia de
metadata.dc.contributor.referee2: Teixeira, Elisanie Neiva Magalhães
metadata.dc.description.resumo: Objetivou-se com este estudo avaliar produção e qualidade dos ovos de poedeiras da linhagem Isa Label alimentadas com diferentes níveis de farelo de girassol, termografia infravermelha e características produtivas de aves em sistema de produção semi-intensivo em condições tropicais. Foram utilizadas 128 aves poedeiras com idade inicial de 28 semanas, durante 16 semanas de avaliação, distribuídas em delineamento inteiramente casualizado, em 16 boxes, com 8 aves por unidade experimental. Os tratamentos constituíram-se em uma ração controle (RCO) e três rações contendo farelo de girassol em substituição ao farelo de soja, com base no teor de proteína bruta, nos níveis de 10, 20 e 30 % (FG10, FG20, FG30), sendo todas as rações formuladas com base nas exigências nutricionais das aves. Durante o período total de avaliação não observou-se diferença (p>0,05) entre os níveis de substituição da proteína bruta do farelo de soja pelo farelo de girassol para o desempenho produtivo e qualidade de ovos das aves. A análise econômica dos tratamentos dietéticos apresentou redução no preço por quilograma de ração (1,49, 1,46, 1,44, 1,41 reais, respectivamente) à medida que substituiu em 0, 10, 20 30% os níveis de proteína bruta do farelo de soja pelo farelo de girassol. O tratamento FG30 em comparação com os demais tratamentos foi melhor, pois apresentou melhor Índice de Custo Médio (ICM) e Índice de Eficiência Econômica (IEE). A produção de ovos não teve influencia do aumento da temperatura ao longo das semanas, obtendo maiores valores de produção entre a 39ª e 42ª semanas de idade o que se deve ao efeito genético da linhagem Isa label. Na avaliação da temperatura superficial das aves através da termografia infravermelha a maior média foi encontrada no pescoço (39,35 °C) seguida da face (38,47 °C) e patas (37,15 °C), onde a área com penas apresentou a menor média (31,56 °C) entre as regiões estudadas. Portanto, levando em consideração a viabilidade econômica das rações, a substituição do farelo de soja pelo farelo de girassol em rações balanceadas para aves Isa label em fase de postura podem ser utilizadas
Abstract: ABSTRACT - The objective of this study was to evaluate production and egg quality of laying hens Isa Label fed different levels of sunflower meal, the infrared thermography and productive characteristics of laying hens in semi-intensive production system in tropical conditions. One hundred and twenty-eight laying hens with early age of 28 weeks, during 16 weeks of evaluation, distributed in a completely randomized design in 16 boxes with 8 birds per experimental unit were used. The treatments consisted in a control diet (RCO) and three diets containing sunflower meal in substitution for soybean meal, based on the crude protein levels of 10, 20 and 30% (FG10, FG20, FG30) , being all diets based on the nutritional requirements of the laying hens. During the total period of review there was no difference (p> 0.05) between the levels of substitution of crude protein of soybean meal by sunflower meal on productive performance and egg quality of laying hens. The economic analysis of dietary treatments decreased the price per kilogram of feed (1.49, 1.46, 1.44, 1.41 reais, respectively) as replaced by 0, 10, 20 and 30% levels crude protein soybean meal by sunflower meal. The FG30 treatment compared with other treatments was better, it showed better Average Cost Index (ACI) and Economic Efficiency Index (EEI). The egg production was not influenced with the temperature increase over the weeks, obtaining higher production values between the 39th and 42nd weeks of age, which is due to genetic effects of Isa label. In the evaluation of the surface temperature by infrared thermography, laying hens showed higher average temperature in the neck region (39.35° C), followed by face (38.47° C), feet (37.15° C) and feathered area (31.56° C). Therefore, taking into consideration the viability was observed, the replacement of soybean meal by sunflower meal in balanced diets for broilers Isa label in laying phase can be used
Keywords: laying hens
Economic analysis
Helianthus annuus
infrared thermography
Galinha caipira
Análise econômica
Helianthus annuus
Termografia infravermelha
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
metadata.dc.publisher.initials: UFERSA
metadata.dc.publisher.department: Sanidade e Produção Animal
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciência Animal
Citation: OLIVEIRA, Vanessa Raquel de Morais. Sunflower meal for feeding of Isa Label laying hens in an equatorial environment. 2014. 60 f. Dissertação (Mestrado em Sanidade e Produção Animal) - Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró, 2014.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/tede/366
Issue Date: 28-Feb-2014
Appears in Collections:MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VanessaRMO_DISSERT.pdf1.1 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.