Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufersa.edu.br/handle/tede/574
Type: Dissertação
Title: Teste de tetrazólio em sementes de jucá (Libidibia ferrea (Mart. ex Tul.) L.P. Queiroz var. ferrea)
Other Titles: Tetrazolium test in seeds of jucá (Libidibiaferrea (Mart. Ex Tul.) LP Queiroz var. ferrea)
Authors: Carvalho, Sara Monaliza Costa
First Advisor: Torres, Salvador Barros
First Co-advisor: Benedito, Clarisse Pereira
First member of the board: Camacho, Ramiro Gustavo Valera
Second member of the board: Uchoa, Keline Sousa Albuquerque
Resume: Atualmente o teste mais utilizado para a avaliação da qualidade fisiológica de sementes é o de germinação. No entanto, este apresenta alguns entraves, sendo o maior deles o longo tempo para obtenção de resultados, principalmente para as espécies florestais. O teste de tetrazólio proporciona resultados rápidos e por isso tem se mostrado uma alternativa promissora na determinação da viabilidade de sementes dessas espécies. Todavia, o sucesso do teste depende do desenvolvimento de metodologia adequada para cada espécie. Assim, essa pesquisa teve como objetivo avaliar procedimentos destinados ao pré-umedecimento, preparo e coloração de sementes de jucá para o teste de tetrazólio. Os experimentos foram divididos em duas etapas. Enquanto no primeiro ensaio foram testadas condições de pré-umedecimento e preparo das sementes, o segundo foi dedicado à fase de coloração, onde foram testadas: três concentrações da solução de tetrazólio (0,05; 0,075 e 0,1%) e três períodos (1, 3 e 6 horas), nas temperaturas de 35 e 40 °C. As sementes foram classificadas em viáveis ou inviáveis de acordo com as colorações obtidas. Paralelamente, foi conduzido o teste de germinação para comparação dos resultados com as estimativas de viabilidade do teste de tetrazólio. Constatou-se que o teste de tetrazólio é eficiente para avaliar a viabilidade de sementes de jucá e para a sua execução recomenda-se a escarificação das sementes com lixa seguida de embebição em papel toalha por 42 horas a 25 °C e retirada do tegumento, com posterior imersão das sementes em solução de tetrazólio a 0,05% por 3 horas, a 35 ou 40 °C
Abstract: Currently, the most widely used test for assessing the seed physiological quality is the germination. However, this presents some obstacles, the largest one, is a long time to obtain results, especially for forest species. The tetrazolium test provides fast results, and this has proved to be a promising alternative for the determination of viability of this kind of seed. However, the success of the test depends on the development of an appropriate methodology for each species. Thus, this research aimed to evaluate procedures for the pre-wetting, preparation and staining jucá seeds to tetrazolium test. The experiments have been divided into two steps. As in the first trial were tested pre-wetting conditions and seed preparation, the second was dedicated to the dyeing stage, in which three concentrations of tetrazolium solution were tested (0.05, 0.075 and 0.1%) and three periods (1, 3 and 6 hours) at the temperatures of 35 to 40 ° C. The seeds were sorted into viable or non-viable according to the colorations obtained. At the same time, the germination test was conducted to compare the results with the feasibility estimates by the tetrazolium test. It was found that the mentioned test is efficient to evaluate the feasibility of jucá seeds and to implement it is recommended the scarification of the seeds with sandpaper followed by soaked paper towel for 42 hours at 25 ° C and removal of the seed coat, with subsequent immersion of the seeds into the tetrazolium solution at 0.05% for 3 hours at 35 or 40 ° C
Keywords: Fabaceae
Teste rápido
Sementes florestais
Fabaceae
Quick test
Forest seeds
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
Institution Initials: UFERSA
Program Name: Programa de Pós-graduação em Fitotecnia
Citation: CARVALHO, Sara Monaliza Costa. Teste de tetrazólio em sementes de jucá (Libidibia ferrea (Mart. ex Tul.) L.P. Queiroz var. ferrea). 2016. 70 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Pós-graduação em Fitotecnia, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró, 2016.
Access Type: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufersa.edu.br/handle/tede/574
Issue Date: 12-Feb-2016
License Term: CC-BY-SA
Appears in Collections:Mestrado em Fitotecnia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SaraMCC_DISSERT.pdf1.2 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.