Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/tede/723
metadata.dc.type: Tese
Title: Produção e qualidade do leite em fazendas com certificação orgânica no nordeste dos Estados Unidos
Other Titles: Milk production and quality in organically certified farms in the northeast of the United States
metadata.dc.creator: Galvão Júnior, Jose Geraldo Bezerra
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Jean Berg Alves da
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Rangel, Adriano Henrique do Nascimento
metadata.dc.contributor.referee1: Urbano, Stela Antas
metadata.dc.contributor.referee2: Novaes, Luciano Patto
metadata.dc.contributor.referee3: Moreira, Faviano Ricelli da Costa e
metadata.dc.description.resumo: Objetivou-se avaliar o desempenho produtivo e a qualidade do leite em quatorze fazendas leiteiras com certificação orgânica em cinco estados na região nordeste dos Estados Unidos, através da avaliação de 14246 observações de testes mensais, com informações de produção e saúde da glândula mamária de animais da raça Holandesa (HO), Jersey (JE) e cruzados Holandês-Jersey (XX), no período de maio/2012 a junho/2015. O número de vacas lactantes nos rebanhos (média ± desvio padrão) foi 38 ± 18. O rendimento de leite (RL) e seus constituintes foram 21,33 ± 8,04 kg/animal/dia, concentração de proteína no leite (PROT) 3,28 ± 0,45%, concentração de gordura no leite (GOR) 4,26 ± 0,98% e escore linear de células somáticas (ECCS) 2,54 ± 1,80 ~ CCS = 73 ± 44 x 10³ cels/mL. Avaliaram-se a produção e composição do leite e saúde da glândula mamária entre as raças das vacas entre as estações do ano e estação de pastejo (EP) e sem pastejo (NEP) na região nordeste dos Estados Unidos. Nas estações do ano, o RL foi maior na primavera (22,51 kg/dia) (P < 0,05), sendo superior 1,04, 1,58 e 1,96 kg/dia em comparação ao inverno, verão e outono, respectivamente. O ECCS foi maior no verão (ECCS = 2,60 ~ CCS = 76 x 10³ cels/mL) (P < 0,05) e menor na primavera (ECCS = 2,44 ~ CCS = 68 x 10³ cels/mL). Nas raças, o RL e o leite corrigido para 4% de gordura (LCG4) apresentaram melhor e significativo (P < 0,05) desempenho na HO, seguida pela XX e JE. O ECCS foi maior na raça HO (P < 0,05), e não diferiu entre JE e XX. Na EP, as variáveis RL e LCG4 foram superiores à NEP. Apenas GOR apresentou média maior e significante (P < 0,05) na NEP comparada à EP. Foram estimadas as perdas de rendimento de leite em função da contagem de células somáticas no leite, considerando os efeitos de raça da vaca, parição (primípara ou multípara) e estágio de lactação. As perdas no RL corresponderam a 0,47 kg/dia (2,4%) da lactação, equivalente a 150 kg em 320 dias de lactação. As estimativas de perdas entre HO, JE e XX foram 0,32 kg/dia (2,04%), 0,26 kg/dia (2,83%) e 0,27 kg/dia (1,09%), respectivamente. As estimativas de perdas foram superiores nas multíparas 0,40 kg/dia (2,59%) comparadas às primíparas 0,16 kg/dia (1,27%), embora, nos primeiros 30 dias de lactação, as estimativas de perdas tenham sido superiores nas primíparas. O decréscimo no RL foi mais acentuado nos primeiros 30 dias pós-parto e ao final da lactação para todos os efeitos. Os resultados obtidos demonstram a importância da observação dos efeitos das estações do ano, raças, estação de pastejo, número de lactações e estágio de lactação na produção, composição e saúde da glândula mamária em rebanhos sob manejo orgânico na região em estudo, como ferramenta para o ajuste de manejo dos rebanhos e obtenção de melhores índices de produção e qualidade do leite e redução das perdas produtivas associadas à mastite
Abstract: The objective of this study was to evaluate milk production performance and quality in 14 organically certified dairy farms in 05 states in the northeastern United States, through the evaluation of 14,246 records of monthly tests, with information on production and mammary gland health of Holstein (HO), Jersey (JE) and Holstein-Jersey cross-bred (XX) cows, in the period from May/2012 to June/2015. The number of lactating cows in the herds (mean ± standard deviation) was 38 ± 18. Milk yield (MY) and milk constituents were 21.33 ± 8.04 kg/animal/day, milk protein concentration (MPY) was 3.28 ± 0.45%, milk fat concentration (MFC) was 4.26 ± 0.98% and linear somatic cell count score (SCCS) was 2.54 ± 1.80 ~ SCC = 73 ± 44 x 10³ cells/mL. Milk production and composition and health of the mammary gland among the cow breeds were evaluated in the seasons and grazing season (GS) and non-grazing season (NGS) in the Northeastern region of the United States. Among the seasons of the year, MY was higher in the spring (22.51 kg/day) (P<0.05), being higher by 1.04, 1.58 and 1.96 kg/day compared to winter, summer and autumn, respectively. SCCS was higher in the summer (SCCS = 2.60 ~ SCC = 76 x 10³ cells/mL) (P<0.05) and lower in the spring (SCCS = 2.44 ~ SCC = 68 x 10³ cells/mL). Regarding the breeds, MY and milk corrected to 4% fat (4% FCM) presented better and significant (P<0.05) performance in HO, followed by XX and JE. SCCS was higher in HO (P<0.05), and it did not differ between JE and XX. In the GS, the variables MY and 4% FCM were higher than in the NGS. Only MFC had a higher and significant mean (P<0.05) in the NGS compared to the GS. Milk yield losses were estimated as a function of somatic cell counts in milk, considering the effects of cow breed, parity (primiparous or multiparous) and lactation stage. MY losses corresponded to 0.47 kg/day (2.4%) of lactation, equivalent to 150 kg in 320 days of lactation. Estimated losses between HO, JE and XX were 0.32 kg/day (2.04%), 0.26 kg/day (2.83%) and 0.27 kg/day (1.09%), respectively. Estimated losses were higher in multiparous cows 0.40 kg/day (2.59%) compared to primiparous 0.16 kg/day (1.27%), although, estimated losses were higher in primiparous cows during the first 30 days of lactation. The decrease in MY was more pronounced in the first 30 days post-partum, and at the end of lactation for all effects. The results obtained demonstrate the importance of observing the effects of seasonality, breed, grazing season, number of lactations and lactation stage in milk production and composition, and health of the mammary gland in herds under organic management in the study region, and they can be used as a tool to adjust herd management and to obtain better indexes of milk production and quality, reducing productive losses associated with mastitis
Keywords: Manejo
Mastite
Raça
Saúde do úbere
Management
Mastitis
Breed
Udder health
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
metadata.dc.publisher.initials: UFERSA
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal
Citation: GALVÃO JÚNIOR, Jose Geraldo Bezerra. Produção e qualidade do leite em fazendas com certificação orgânica no nordeste dos Estados Unidos. 2017. 75 f. Tese (Doutorado) - Curso de Pós-graduação em Ciência Animal, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró, 2017.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/tede/723
Issue Date: 21-Feb-2017
Appears in Collections:DOUTORADO EM CIÊNCIA ANIMAL

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JoseGBGJ_TESE.pdf1.55 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.