Oralidade no livro didático de Língua Portuguesa: o trabalho com o gênero seminário

Resumo

Sabendo que o trabalho com os gêneros orais em sala de aula proporciona aos alunos o desenvolvimento de habilidades que serão indispensáveis para sua atuação em diferentes práticas sociais que requerem a modalidade oral como instrumento para comunicação do aluno, o presente artigo tem como foco central investigar como o livro didático de Língua Portuguesa aborda o gênero seminário e sugere alternativas didáticas de trabalho para o professor em sala de aula. Para isso, nos respaldamos a partir de autores como Marcuschi e Dionísio (2007), Marcuschi (2010), Farias e Souza (2019), Fávero (2019), Junior e Forte-Ferreira (2020), Travaglia (2017), Bakhtin (2016), Andrade e Melo (2020), Bueno e Abreu (2010), dentre outros. Metodologicamente, essa pesquisa se caracteriza como sendo uma pesquisa documental, qualitativa e descritiva. Por fim, alcançamos que o gênero seminário situado no livro didático de Língua Portuguesa, mostra então, pontos positivos e negativos para os processos de ensino e de aprendizagem do aluno sobre o determinado gênero, o livro didático também traz conceitos de como o gênero seminário é abordado e por último, mostra como o gênero seminário pode ser produzido em sala de aula a partir da pratica.


Descrição
Citação
Palavras-chave