Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/2952
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Utilização de cascas de frutas como biossorvente para remoção de poluentes em efluentes sintéticos
metadata.dc.creator: Souza, Breno José Gomes de
metadata.dc.contributor.advisor1: Tertuliano, Ruan Sávio da Costa
metadata.dc.contributor.referee1: Silva, Guymmann Clay da
metadata.dc.contributor.referee2: Queiroz, Marcelo Batista de
metadata.dc.description.resumo: O meio ambiente esteve sofrendo ao longo dos anos com diversas problemáticas, dentre elas a poluição do meio hídrico. Como bem sabemos o planeta é coberto por 70% de água, com isso a falta dela deveria ser, teoricamente, um dos últimos problemas a ser enfrentado, porém essa não é a realidade. Os metais pesados (de sentido literal, já que são materiais mais densos, onde seus átomos ficam mais próximos uns dos outros) são prejudiciais à saúde ao ser consumido em grandes quantidades devido a sua toxicidade. Eles atraem proteínas e enzimas impedindo sua funcionalidade, levando por consequência a falência e complicações de sistemas do corpo humano. Ainda que prejudiciais em elevadas concentrações, o organismo tem a necessidade de absorção em pequenas quantidades desses metais, como é o caso do cobre. O descarte de resíduos industriais (conhecidos como efluentes) é a principal fonte de contaminação dos rios com metais pesados. O contato com estas substâncias, seja através da ingestão da água ou de peixes contaminados, pode provocar sérios problemas que vão de uma simples febre por excesso de cobre ao debilitamento das funções cerebrais, causado pela ingestão de mercúrio. Diante dessa problemática, temos algumas soluções existentes, sendo uma delas a adsorção biológica, ou biossorção. A biossorção pode ser definida por um processo de retenção dos metais pesados através de sólidos de origem biológica ou seus derivados. Nesse presente trabalho propõe-se a utilização da biossorção como alternativa ao tratamento de efluentes, realizando um projeto que, mesmo sendo em pequena escala, possa auxiliar na P&D desse âmbito científico. O processo de biossorção por cascas de frutas para a remoção de poluentes sintéticos obteve sucesso em sua finalidade, melhorando a qualidade da água e retirando em uma taxa de aproximadamente 30% os efluentes presentes em forma sintética (Sulfato de cobre).
Abstract: The environment has been suffering over the years with several problems, and among them, the pollution of the water environment. As we well know the planet is covered by 70% of water, so the lack of it should theoretically be one of the last problems to be faced, but this is not the reality. Heavy metals (literally, since they are denser materials, where their atoms are closer to one another) are harmful to health when consumed in large quantities due to their toxicity. They attract proteins and enzymes preventing their functionality, leading to consequent collapse and complications of human body systems. Although detrimental in high concentrations, the organism needs to be absorbed in small quantities of these metals, as is the case of copper. The disposal of industrial waste (known as effluents) is the main source of contamination of rivers with heavy metals. Contact with these substances, whether through ingestion of contaminated water or fish, can lead to serious problems ranging from a simple copper fever to weakened brain functions caused by the ingestion of mercury. Faced with this problem, we have some existing solutions, one of them the biological adsorption, or biosorption. The biosorption can be defined by a process of retention of the heavy metals through biologically derived solids or their derivatives. This paper proposes the use of biosorption as an alternative to the treatment of effluents, carrying out a project that, even in a small scale, can assist in the R & D of this scientific area. It is concluded that the biosorption process by fruit peels for the removal of synthetic pollutants was successful in improving the quality of the water and removing at a rate of approximately 30% the effluents present in synthetic form (Sulfate copper).
Keywords: Meio Ambiente
Metais pesados
Biossorção
Efluentes
Tratamento de poluentes
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
metadata.dc.publisher.initials: UFERSA
metadata.dc.publisher.department: Centro Multidisciplinar de Caraúbas
Citation: Souza (2019) (SOUZA, 2019)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/2100
http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/2952
Issue Date: 21-Mar-2019
Appears in Collections:Ciência e Tecnologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BRENOJGS_MONO.pdf1.31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.