Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/3125
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Painéis aglomerados produzidos com resíduos de marcenaria
metadata.dc.creator: Alexandre, Bárbara Carvalho
metadata.dc.contributor.advisor1: Castro, Vinicius Gomes de
metadata.dc.contributor.referee1: Melo, Rafael Rodolfo de
metadata.dc.contributor.referee2: Botrel, Rejane Tavares
metadata.dc.description.resumo: O objetivo deste trabalho foi avaliar a viabilidade técnica de utilização de resíduos de Maçaranduba (Manilkara sp.) ou de uma mistura de madeiras de três espécies da Caatinga (Pereiro (Aspidosperma pyrifolium), Sabiá (Mimosa caesalpiniifolia) e Pau-Branco (Auxemma oncocalyx)) na produção de aglomerados, os painéis foram produzidos por meio de prensagem manual e utilização de adesivo PVA. Foram analisados a resistência física, mecânica e a condutividade térmica dos painéis aglomerados produzidos com resíduos, sendo utilizado painéis aglomerados comerciais com revestimento de papel melamínico em uma das faces como testemunha com a finalidade de comparação. Para pôr em prática o estudo, realizou-se a formação dos painéis com densidade nominal de 0,60 g/cm³ e com tamanho de 35 x 30 x 1,5 cm, utilizando 737g de partículas e 220g do adesivo. A prensagem dos painéis foi feita manualmente, utilizando grampos de marceneiros tipo "sargento”. Após dois dias, o painel foi retirado da forma, e foram cortados para obter os corpos de prova e serem feitos os testes. Os painéis produzidos com diferentes materiais demonstraram densidades estatisticamente diferentes. Os painéis com espécies da caatinga apresentaram densidade de 0,31 g/cm³, já os painéis preparados com os resíduos de Maçaranduba, 0,36 g/cm³. Com os resultados dos testes, ao se comparar com o aglomerado comercial, pode-se constatar que os painéis produzidos demonstraram melhores resultados nos testes de inchamento e absorção de água. Também pôde-se observar que os painéis aglomerados apresentaram bom desempenho quanto ao isolamento térmico.
Abstract: The aim of this work was evaluate the technical viability of hand pressed particleboard production using wood residues from Massaranduba (Manilkara sp.) or the mix of three Caatinga species (Pereiro (Aspidosperma pyrifolium), Sabiá (Mimosa caesalpiniifolia) e PauBranco (Auxemma oncocalyx)) and PVA adhesive. Physical, mechanical and thermal resistance of the residue particleboards were evaluated and compared with commercial melamine one faced particleboard. The research began with the boards formation of 0.60 g/cm3 target density and 35 x 30 x 1.5 cm size, using 737g of particles and 220g of adhesive. The pressing was manual, using clamps and, after two days, the boards were removed from the mould and cut to obtain proper specimens to test. Boards made from different residues showed statistic difference densities among them. Caatinga residues boards showed density of 0.31 g/cm3 and the ones made from Massaranduba, 0.36 g/cm3. Based on the tests results, compared with commercial particleboards, it could be observed that the manufactured board showed better results of thickness swelling and water absorption. Also, it could be observed that the particleboards were good thermal insulating material.
Keywords: Adesivo PVA
Prensagem manual
Condutividade térmica
Caatinga
PVA adhesive
Manual pressing
Thermal conductivity
Caatinga
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
metadata.dc.publisher.initials: UFERSA
metadata.dc.publisher.department: Centro de Ciências Agrárias - CCA
Citation: Alexandre (2019) (ALEXANDRE, 2019)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/1604
http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/3125
Issue Date: 15-Mar-2019
Appears in Collections:Engenharia Florestal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BarbaraCA_MONO.pdf1.3 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.