Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/3138
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Caracterização da comunidade planctônica em cultivo de camarão marinho, Litopenaeus vannamei (Boone, 1931) no Semiárido Potiguar
metadata.dc.creator: Lucena, Stefano Rafael
metadata.dc.contributor.advisor1: Cacho, Maria do Socorro Ribeiro Freire N.
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Bessa Júnior, Ambrósio Paula
metadata.dc.contributor.referee1: Bessa Júnior, Ambrósio Paula
metadata.dc.contributor.referee2: Morais, Jefferson Alves de
metadata.dc.description.resumo: Este estudo teve como objetivo caracterizar a comunidade planctônica em cultivo de camarão marinho, Litopenaeus vannamei no Semiárido Potiguar, mais especificamente estudar qualitativamente e quantitativamente o fitoplâncton e zoopâncton e determinar a abundância relativa, frequência de ocorrência e diversidade dos organismos. Os tratamentos foram monocultivo do camarão cultivado com água de poço (T-01); monocultivo de camarão com água do cultivo de Tilápias (T-02); monocultivo de camarão com água do cultivo de Tambatinga (T-03); policultivo de camarão com Tilápias (T-04); policultivo de camarão com Tambatinga (T-05). Foram estocados 50 camarões m³ para monocultivos e dez camarões por m³ para policultivos com duas Tilápias m³ e uma Tambatinga m³. A fertilização da comunidade fitoplanctônica foi à base de uréia e superfosfato triplo. O fitoplâncton foi constituído por Bacillariophyceae, Cyanophyceae e Chlorophyceae. Foram registrados 6 gêneros de Chlorophyceae, 5 de Bacillariophyceae e 3 de Cyanophyceae, correspondendo a 40,00%, 33,33% e 26,67%. Os táxons foram abundantes (Abu) 33,33% e pouco abundantes (P. Abu) 66,67% e as cianofíceas mostraram maior expressividade, 1.883,5 células/mL, Microcystis em (T-05). Para diatomáceas foram 1.550 (cél/mL) em (T-01). As clorofíceas pouco se destacaram 16,5 células/mL Oocistis, em (T-05). Em (T-01) foram registrados 8 gêneros, com predominância das diatomáceas, Amphora, Cyclotella, Nitszchia e Navicula. A maior densidade foi também para diatomáceas, Cyclotella, 1.550 células/mL. Em (T-02) foram registrados 7 gêneros. As clorofíceas, Oocystis, Gloecystis e Scenedesmus se destacaram. Foram registrados Cyclotela e Nitszchia para diatomáceas, Microcystis e Oscillatoria para cianofíceas. A maior densidade foi também para diatomáceas, Cyclotella. Em (T-03), foram registrados 5 gêneros. Dois de diatomáceas (Cyclotela e Nitszchia), dois de cianofíceas (Oscillatoria e Micocystis) e Scenedesmus para clorofíceas. A maior densidade foi para cianofíceas Microcystis e Oscilatória. Em (T-04), foram registrados 11 gêneros, cinco de clorofíceas (Kirchneriella, Scenedesmus, Desmodesmus, Dyctiosphaerium e Oocystis), três de diatomáceas (Cyclotela, Navicula e Nitszchia) e três de cianofíceas (Croococcus, Oscillatoria e Microcystis). A maior densidade foi para cianofíceas, Micocystis. Em (T-05) foram registrados 11 gêneros, Bellerochea, Cyclotela, Navicula e Nitszchia de diatomáceas, Croococcus, Oscillatoria, Lyngbya e Microcystis de cianofíceas e Scenedesmus e Oocystis de clorofíceas. Quanto à frequência de ocorrência cinco (5) espécies foram muito frequentes (Cyclotella, Microcystis, Nitszchia, Oscillatoria e Scenedesmus sp.), Quatro (4) foram frequentes (Chroococcus, Lyngbya, Navicula e Oocystis) e seis (6) foram pouco frequentes (Amphora, Bellerochea, Desmodesmus, Dictyosphaerium, Gleocystis e kirchneriella). Em relação ao zooplâncton foram registrados Copepoda, Cladocera, Nematoda, Ostracoda e Rotifera. Os copépodes da Subordem Calanoida foram mais representativos com 5 organismos/mL em (T-01, T-02 e T-05). Em (T-03) foram registrados 5 grupos e a maior densidade foi para rotíferos, com 5 organismos/mL, assim como em (T-04) com 4 grupos Cladocera, Copepoda, Rotifera e Ostracoda. Nos dois sistemas de cultivos do camarão marinho, Litopenaeus vannamei ocorrem modificações na comunidade planctônica natural, as diatomáceas predominam no monocultivo e as cianofíceas no policultivo, porém seus valores em número de células/mL se encontram dentro dos níveis aceitáveis. Os principais representantes da composição do zooplâncton são os copépodes nos dois sistemas de cultivo.
Abstract: An experiment was carried out during 90 days in the aquaculture sector of UFERSA to evaluate the planktonic densities of various crops of the Litopenaeus Vannamei shrimp. The experimental design was entirely randomized, with five treatments and four repetitions each. The treatments were of the types, mono and polycultures, being monoculture of the marine shrimp L. Vannamei cultivated with well water (T-01); Monoculture of shrimp supplied with water from the cultivation of tilapia (T-02); Monocultivation of shrimp supplied with water from the cultivation of Tambatinga "Colossoma macropomum (female) x Piaractus Brachypomus (male)" (T-03); Polyculture of shrimp with Tilapias (T-04); Shrimp Tambatinga, (T-05). The stocking densities were of 50 Cameroon m³ for monocultures and ten prawns per m³ for the polycultures with two Tilapias m³ and a Tambatinga m³. The maintenance of the phytoplankton community was carried out with chemical fertilization based on urea and triple superphosphate and water renewal when necessary. Were placed on average ten centimeters of clay-sandy substrate at the bottom of the tanks and installed aeration type airlift. In relation to the density phytoplankton the algae were those that showed greater expressiveness, being recorded a maximum value of 1,883.5 cells per milliliter, with the genus Microcystis, in the polycultivation shrimp x Tambatiga (T-05). The Chlorophyceae group was the least highlighted in terms of the number of cells/ml presenting maximum values of 16.5 cells/ml of the genus Oocistis, in the polyculture of Shrimp x Tambatinga (T-05). During the study, organisms belonging to the five Zooplanctônicos groups were recorded as follows: Copepoda, Cladocera, Nematoda, Ostracoda and Rotifera. The copepods of the Sub-order Calanoida were the most representative in the Zooplanctônica community with occurrence in all the samples studied. Among the Zooplanctônicos organisms, were also observed, nauplii of Copepoda and Efípios of Cladocera. In the two systems of cultivation monoculture and polycultivation of the marine shrimp, Litopenaeus Vannamei occur modifications in the natural palmerina community.
Keywords: Organismos planctônicos
Oreocrhomis niloticus
Litopenaeus vannamei
Aquicultura
Planktonic organisms
White spot syndrome virus – WSSV
Oreocrhomis niloticus
Litopenaeus Vannamei
Aquaculture
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
metadata.dc.publisher.initials: UFERSA
metadata.dc.publisher.department: Centro de Ciências Agrárias - CCA
Citation: Lucena (2018) (LUCENA, 2018)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/1385
http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/3138
Issue Date: 13-Sep-2018
Appears in Collections:Engenharia de Pesca

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
StefanoRL_MONO.pdf1.25 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.