Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/3223
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Influência do uso de microchips de identificação automátizada (radio frequency identification, rfid) nas vibrações torácicas de abelhas sem ferrão (Melipona subnitida)
metadata.dc.creator: Oliveira, Paloma Fernandes de
metadata.dc.contributor.advisor1: Hrncir, Michael
metadata.dc.contributor.referee1: Calabuig, Cecilia Irene Perez
metadata.dc.contributor.referee2: Passos, Daniel Cunha
metadata.dc.description.resumo: Abelhas sem ferrão reproduzem vibrações torácicas quando retornam de fontes alimentares lucrativas e vibrações torácicas associadas ao movimento das asas, essenciais ao voo. Uma modificação do sistema oscilante pode ser dado devido ao aumento da carga posta sobre o tórax. Com isso, investigamos como etiquetas RFID coladas no tórax de abelhas sem ferrão (Melipona subnitida) podem influenciar as vibrações torácicas. Os experimentos foram subdivididos em três tratamentos: (T1 controle); (T2) abelhas com cola; e (T3) abelhas com etiquetas, sendo estas etapas da marcação individual. O tratamento controle servirá de parâmetro para saber se o manuseio não interferiu nas vibrações torácicas. Antes de cada tratamento, as vibrações das abelhas presas à forca foram gravadas (vibrações pulsadas e vibrações do voo) através de um vibrômetro a laser, onde tiveram suas vibrações torácicas gravadas e transferidas a um computador para posterior análise. Após o tratamento foi repetida a gravação das vibrações torácicas. Em cada tratamento foram utilizadas 10 forrageiras de pólen e o intervalo entre as duas gravações foi de aproximadamente dois minutos. Os parâmetros analisados das vibrações torácicas foram: freqüência, amplitude, duração e intervalo entre os pulsos. Os resultados demostram que o parâmetro frequência apresentou diferenças significativas entre o antes e depois para as vibrações torácicas pulsadas e de voo no T3. Em T2, apenas a vibração torácica pulsada foi afetada e em T1 nenhum dos parâmetros foram modificados. Com isso, concluímos que a utilização de etiquetas RFID podem comprometer o voo, comunicação e recrutamento de abelhas sem ferrão de Melipona subnitida.
Abstract: Não possui
Keywords: Vibrações torácicas
Abelhas sem ferrão
RFID
Melipona subnitida
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
metadata.dc.publisher.initials: UFERSA
metadata.dc.publisher.department: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - CCBS
Citation: Oliveira (2018) (OLIVEIRA, 2018)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/1389
http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/3223
Issue Date: 17-Sep-2018
Appears in Collections:Ecologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PalomaFO_MONO.pdf3.47 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.