Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/3277
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Hidrocondicionamento, secagem e armazenamento em sementes de Piptadenia moniliformis Benth
metadata.dc.creator: Oliveira, Jéssica Christie Dantas de
metadata.dc.contributor.advisor1: Benedito, Clarisse Pereira
metadata.dc.contributor.referee1: Pereira, Kleane Targino Oliveira
metadata.dc.contributor.referee2: Dantas, Nadjamara Bandeira de Lima
metadata.dc.description.resumo: Piptadenia moniliformis Benth. mais conhecida como catanduva, apresenta germinação lenta e desuniforme devido a dormência das sementes. Desse modo, é fundamental o uso de técnicas que possam melhorar a uniformidade de germinação seja para produção de mudas ou para semeadura direta. Neste sentido, o hidrocondicionamento consiste na embebição controlada das sementes diretamente na água ou em substratos úmidos, permitindo a ativação dos processos metabólicos da germinação, sem que ocorra emissão da raiz primária, contribuindo para uma germinação mais rápida e uniforme. No entanto, para facilitar o manejo e prolongar a manutenção da viabilidade durante o armazenamento, é necessário realizar a desidratação das sementes após o condicionamento, que pode ser de forma natural ou artificial. Dessa forma, objetivou-se avaliar os efeitos do hidrocondicionamento e tipos de secagem sobre a germinação e o vigor de sementes de catanduva durante o armazenamento. Para isto, foi utilizada uma amostra de sementes de catanduva, cujo grau de umidade inicial foi determinado pelo método da estufa à 105 °C por 24 horas com duas repetições de 25 sementes. Em seguida, realizou-se a curva de embebição, para determinar o tempo do hidrocondicionamento. Para elaboração da curva de embebição e definição do tempo de hidrocondicionamento, duas subamostras de 25 sementes foram colocadas entre duas folhas de papel germitest à 25 °C durante 60 horas e pesadas a cada uma hora, até a emissão da radícula em 50% das sementes. Assim, o tempo escolhido para o hidrocondicionamento das sementes foi de 36 horas, quando atingiram 41,6% de umidade. Após o hidrocondicionamento, uma parte das sementes foram submetidas a secagem natural em bancada de laboratório (temperatura média do ambiente 30 °C) e a outra submetida a secagem artificial em estufa com circulação de ar forçado (temperatura média de 40 °C por 24 horas) até atingir o grau de umidade inicial de 11, 4%. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado em esquema fatorial 3x3, sendo três tipos de sementes (não-hidrocondicionada, hidrocondicionada + secagem natural e hidrocondicionada + secagem artificial) e três épocas de armazenamento (0, 30 e 60 dias). Posteriormente, as sementes foram submetidas as seguintes avaliações: testes de germinação e envelhecimento acelerado em laboratório, emergência, índice de velocidade de emergência, comprimento de raiz e da parte aérea, massa seca da raiz e da parte aérea em casa de vegetação. As outras sementes foram armazenadas em sacos plásticos em câmara controlada e as avaliações após 30 e 60 dias de armazenamento. Verificou-se que o hidrocondicionamento seguido de secagem natural ou artificial, favorece o vigor de sementes de catanduva durante 30 dias de armazenamento.
Abstract: Piptadenia moniliformis Benth. better known as catanduva, presents slow and uneven germination due to seed dormancy. Thus, it is fundamental to use techniques that can improve the uniformity of germination, either for seedling production or for direct seeding. In this sense, the hydroconditioning consists of the controlled imbibition of the seeds directly in the water or in humid substrates, allowing the activation of the metabolic processes of the germination, without occurrence of emission of the primary root, contributing for a faster and uniform germination. However, to facilitate handling and prolong maintenance of viability during storage, it is necessary to carry out the dehydration of the seeds after conditioning, which can be either naturally or artificially. The objective of this study was to evaluate the effects of hydroconditioning and drying types on germination and vigor of catanduva seeds during storage. For this, a sample of catanduva seeds was used, whose initial moisture content was determined by the oven method at 105 ° C for 24 hours with two replicates of 25 seeds. Then, the soaking curve was performed to determine the hydrocondensation time. For the preparation of the soaking curve and definition of hydrocondensation time, two subsamples of 25 were placed between two sheets of germitest paper at 25 ° C and weighed every one hour, until the radicle emission in 50% of the seeds. Thus, the time chosen for the hydroconditioning of the seeds was of 36 hours, when they reached 41,6% of humidity. After the hydroconditioning, a part of the seeds were submitted to natural drying in laboratory bench (average temperature of the environment 30 ° C) and the other one was submitted to artificial drying in forced air circulation (average temperature of 40 ° C for 24 hours ) until reaching the initial moisture level. Non- hydroconditioning seeds, hydroconditioning + natural drying and hydroconditioning + artificial drying without storage were submitted to the following evaluations: germination tests and accelerated aging in the laboratory, emergency, emergency speed index, root and shoot length, mass dry of the root and aerial part in greenhouse. The other seeds were stored in plastic bags in controlled chamber and the evaluations after 30 and 60 days of storage. The experimental design was completely randomized in a 3x3 factorial scheme, with three types of seeds (non- hydroconditioning, hydroconditioning + natural drying and hydroconditioning + artificial drying) and three storage periods (0, 30 and 60 days). It was verified that the hydrocondicionamento followed by natural or artificial drying, favors the vigor of catanduva seeds during 60 days of storage.
Keywords: Condicionamento fisiológico
Germinação e vigor
Fabaceae
Catanduva
Physiological conditioning
Germination and vigor
Fabaceae
Catanduva
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
metadata.dc.publisher.initials: UFERSA
metadata.dc.publisher.department: Centro de Ciências Agrárias - CCA
Citation: Oliveira (2019) (OLIVEIRA, 2019)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/1665
http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/3277
Issue Date: 22-Mar-2019
Appears in Collections:Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JéssicaCDO_MONO.pdf701.05 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.