Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/3747
Type: Dissertação
Title: Incorporação de materiais vegetais associados à simulação da solarização e produtos comerciais na sobrevivência de macrophomina phaseolina, no crescimento do meloeiro e atributos do solo
Authors: Moura, Isadora Nayara Bandeira Medeiros de
First Advisor: Ambrósio, Márcia Michelle de Queiroz
First Co-advisor: Souza, Carolina Malala Martins
First member of the board: Nascimento, Selma Rogéria Carvalho
Second member of the board: Preston, Hailson Alves Ferreira
Resume: O melão (Cucumis melo L.) é uma das hortaliças mais cultivadas na região Nordeste devido principalmente à sua adaptação às condições edafoclimáticas. As doenças do sistema radicular, ocasionadas por patógenos habitantes do solo, vêm aumentando as perdas nesta cultura e ocasionando abandono de áreas. O fungo Macrophomina phaseolina, causador da podridão cinzenta do caule, é de difícil controle, na medida em que possuir ampla gama de hospedeiros e estruturas de resistência, permitindo sua sobrevivência por longos períodos no solo. Desta forma, é crescente a busca por medidas alternativas que conciliem diversos métodos de manejo, que sejam eficientes na produção do melão. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da incorporação de materiais vegetais (repolho e mandioca), associados à simulação da solarização do solo e uso de produtos comerciais na sobrevivência de M. phaseolina, no crescimento do meloeiro e nos atributos químicos do solo. Foram realizados dois experimentos idênticos, em casa de vegetação (UFERSA-RN), sendo o primeiro no período de março a maio, e o segundo de junho a agosto de 2018. Os experimentos foram do tipo DIC, com nove tratamentos e cinco repetições. Os vasos com capacidade de 5 L foram preenchidos com solo (CAMBISSOLO HÁPLICO) e substrato comercial, na proporção de 1:1, recebendo a incorporação de material vegetal (repolho e mandioca). Os tratamentos foram: incorporação de repolho associado à simulação da solarização (RSS), incorporação de mandioca associada à simulação da solarização (MSS), simulação da solarização e adição do produto IFT-18® (SSI), simulação da solarização e adição dos produtos Soil set® e Compost Aid® (SSSC), incorporação de repolho associado à simulação da solarização e produto IFT-18® (RSSI), incorporação de repolho associado à simulação da solarização e produtos Soil set® e Compost Aid® (RSSSC), incorporação de mandioca associada à simulação da solarização e produto IFT-18® (MSSI), incorporação de mandioca associada à simulação da solarização e produto Soil set® e Compost Aid® (MSSSC); somente o solo (CONTROLE). Em ambos os experimentos, foram enterradas a 10 cm de profundidade, em cada vaso, duas bolsas de tecido nylon, com 10 g de inóculo de M. phaseolina. A simulação da solarização foi realizada por 20 dias. Após esse período, as mudas de meloeiro (Goldex) com 10 dias foram transplantadas. As análises de sobrevivência do fungo foram realizadas no final dos experimentos, aos 50 dias; as de crescimento das plantas foram realizadas aos 10, 20 e 30 dias após o transplantio e a análise dos atributos químicos do solo ocorreu na implantação e no final da condução dos experimentos. Nos tratamentos onde se incorporou materiais vegetais (mandioca e repolho), ocorreu inativação do fungo e observou-se melhor desenvolvimento das plantas, em condições de casa de vegetação.A simulação da solarização do solo e uso de produtos comerciais sem adição de material vegetal não inativaram M. phaseolina em condições controladas, proporcionando menor desenvolvimento de plantas. Houve aumento no teor de fósforo disponível, de carbono orgânico total e dos atributos Mg e Nanos tratamentos onde foram incorporados materiais vegetais. Os atributos químicos do solo mais sensíveis na distinção dos tratamentos avaliados foram pH, Mg, Na, K, P, COT, SB, V. É possível relacionar os tratamentos com maior eficiência no controle de M. phaseolina às suas características edáficas semelhantes
Abstract: The melon (Cucumis melo L.) is one of the most cultivated vegetables in the Northeast especially mainly to its adaptation to edaphoclimatic conditions. The diseases of the root system, caused by soil-dwelling pathogens, has been increasing the losses in this crop and causing abandonment of areas. The fungus Macrophomina phaseolina, which causes gray stem rot, is difficult to control, because it has a wide range of hosts and resistance structures, allowing its survival for long periods in the soil. Thus, the search for alternative methods is increasing and it reconciles several methods of management, which are efficient in the production of melon. The objective of this work was to evaluate the effect of the incorporation of plant materials (cabbage and cassava), associated to the simulation of soil solarization and commercial products use in M. phaseolina survival, melon growth and soil chemical attributes. Two identical experiments were carried out in a greenhouse (UFERSA-RN), the first in the period from March to May, and the second from June to August, 2018. The experiments were of the DIC type, with nine treatments and five replicates. The pots had a capacity of 5 L were filled with soil (CAMBISSOLO HÁPLICO) and commercial substratum, in the proportion of 1: 1, and received the incorporation of plant material (cabbage and cassava). The treatments were cabbage incorporation associated with solarization simulation (SSR), incorporation of manioc associated with solarization simulation (MSS), simulation of solarization and addition of IFT-18® product (SSI), simulation of solarization and addition of Soil set® product and Compost Aid® (SSSC), cabbage incorporation associated with simulation of solarization and IFT-18® product (RSSI), cabbage incorporation associated with solarization simulation and Soil set® and Compost Aid® product (RSSSC), incorporation of cassava associated with simulation of solarization and IFT-18® product (MSSI), incorporation of manioc associated to simulation of solarization and Soil set® and Compost Aid® (MSSSC), soil only (CONTROL). In both experiments, 2 bags of nylon tissue were buried at 10 cm from the depth of each vessel, with 10 g of M. phaseolina inoculum. The solarization simulation was performed during 20 days. After this period, the seedlings of melon (Goldex) with 10 days were transplanted. The fungus survival analysis were performed at the end of the experiments, at 50 days, plant growth at 10, 20 and 30 days after transplanting, and the chemical attributes of the soil at the implantation and at the end of the conduction of the experiments. In the treatments where plant materials (cassava and cabbage) were incorporated, fungus inactivation occurred and plant development was observed under greenhouse conditions. Simulation of soil solarization and use of commercial products without addition of plant material did not inactivate M. phaseolina under controlled conditions and provided lower plant development. There was an increase in available phosphorus content, total organic carbon and Mg and Na attributes in treatments where plant materials were incorporated. The most sensitive chemical attributes of the evaluated treatments were pH, Mg, Na, K, P, COT, SB, V. It is possible to relate the treatments with greater efficiency in the control of M. phaseolina to their similar edaphic characteristics
Keywords: Cucumis melo L.
Patógenos habitantes do solo
Manejo alternativo
Cucumis melo L.
Soil pathogens
Alternative management
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
Institution Initials: UFERSA
Department: Centro de Ciências Agrárias - CCA
Program Name: Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia
Access Type: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/3747
Issue Date: 26-Feb-2019
License Term: CC-BY-SA
Appears in Collections:Mestrado em Fitotecnia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IsaNBMM_DISSERT.pdf1.63 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.