Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/4763
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Diversidade e distribuição espaço-temporal de equinodermos (echinodermata) em duas praias rochosas da costa branca, RN
metadata.dc.creator: Brito, Ana Cláudia Nobre de
metadata.dc.contributor.advisor1: Rabelo, Emanuelle Fontenele
metadata.dc.contributor.referee1: Martins, Inês Xavier
metadata.dc.contributor.referee2: Nunes, Luysa Maria de Sousa
metadata.dc.description.resumo: O filo Echinodermata é composto por organismos exclusivamente marinhos, compondo um dos grupos de grande importância na organização das comunidades marinhas ocupando diversos nichos ecológicos. Apesar de apresentar distribuição vasta na costa do Brasil, o conhecimento acerca da ecologia das espécies de equinodermos ainda é considerado escasso, particularmente no Estado do Rio Grande do Norte. Esse estudo objetivou o levantamento das espécies de Echinodermata em duas praias rochosas da costa oeste potiguar, além de conhecer aspectos ecológicos da distribuição espaço-temporal. Para tal, coletas mensais foram realizadas nas regiões compreendidas por recifes de arenito nas praias de Baixa Grande e Ponta do Mel, durante as marés baixas ao longo de um ano (2017/2018). As coletas foram realizadas através de transectos aleatórios perpendiculares a linha da costa onde os indivíduos foram identificados e contabilizados. Os resultados revelaram uma riqueza de dez espécies divididas em três classes: Ophiuroidea, Holothuroidea e Echinoidea. Na praia de Baixa Grande, a classe Holothuroidea foi a mais abundante em todos os meses amostrados (369 indivíduos), com distribuição ao longo de todo o recife. Em Ponta do Mel, o grupo mais abundante foi Ophiuroidea, o qual ocorreu durante todo o período amostral e em todas as áreas do recife. Foram registradas 7 espécies de Ophiuroidea para ambas as praias: Ophionereis reticulata, Ophiocnida scabriuscula, Ophiothrix angulata, Amphipholis squamata, Amphiodia planispina e Ophioderma appressa. Os indivíduos foram localizados sob rochas soltas, em fundo arenoso. Ophionereis reticulata foi à espécie que apresentou maior abundância em Baixa Grande (147 indivíduos) e O. scabriuscula em Ponta do Mel (96 indivíduos). As espécies de Ophiuroidea ocorreram em toda a extensão do recife, sendo a maior ocorrência na região do mesolitoral superior e médio, onde não há batimento de ondas e há poças perenes. A praia de Ponta do Mel foi a que apresentou maior diversidade, ocorrendo à classe Echinoidea, representada pela espécie Echinometra lucunter, abundante e frequente durante quase todos os meses de coleta. Estes organismos foram encontrados em tocas distribuídas ao longo de todo o recife, preferindo a região do mesolitoral médio e mesolitoral inferior. Este estudo revelou a diversidade de Echinodermata em praias rochosas do litoral Oeste potiguar, bem como apontou padrões ecológicos das espécies. Configura-se como o primeiro levantamento do filo para a Costa Branca do RN, gerando subsídios para futuros planos de manejo e estratégias de conservação da fauna marinha potiguar.
Keywords: Recife de arenito
Invertebrados marinhos
Equinodermos
Distribuição espacial
Distribuição temporal
Ecologia
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
metadata.dc.publisher.initials: UFERSA
metadata.dc.publisher.department: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - CCBS
Citation: Brito (2019) (BRITO, 2019)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/4763
Issue Date: 12-Aug-2019
Appears in Collections:Ecologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AnaCNB_MONO.pdf1.32 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.