Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/5200
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Habilidades sociais das elites na administração pública: Um estudo na justiça federal em mossoró/rn
metadata.dc.creator: Gomes, Anara Luana Nunes
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Ângelo Magalhães
metadata.dc.contributor.referee1: Silva, Ângelo Magalhães
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Napiê galvê Araújo
metadata.dc.contributor.referee3: Pereira, William Eufrásio Nunes
metadata.dc.description.resumo: A história da administração pública brasileira abriga também a história das elites, grupos de indivíduos detentores de poder, riqueza e elevado status social. Desde o Império até a República pós Constituição de 1988, as elites se fazem presentes na administração pública brasileira, passando pelo patrimonialismo, burocracia até o gerencialismo. Neste trabalho, a presença de elites na administração pública, especificamente na esfera judiciaria federal local, permitiu a hipótese de que é possível identificar e compreender como e que recursos estes “grupos de poder” utilizam para a sua reprodução. Assim, o objetivo estabelecido neste trabalho foi discutir e identificar as habilidades sociais da elite da administração pública judiciária federal em Mossoró/RN. Para isso, buscou-se relacionar teoricamente elites, campos, habitus e habilidades sociais; descrever a trajetória da administração pública brasileira quanto aos modelos de gestão e seu relacionamento com o conceito de elite; e identificar e caracterizar a elite pública da Justiça Federal em Mossoró/RN. Quanto ao método, foi realizada uma pesquisa social do tipo descritiva, com abordagem qualitativa, utilizando-se a técnica da pesquisa bibliográfica para levantamento do referencial teórico, e posteriormente entrevistas semiestruturadas para coleta dos dados junto aos três Juízes titulares que atuam na Justiça Federal em Mossoró, classificados neste estudo como elite. A análise dos dados coletados foi feita à luz dos conceitos de “habilidades sociais”, proposto por Neil Fligstein, bem como de “campos”, “habitus” e “poder simbólico” da obra de Pierre Bourdieu, evitando, assim, generalizações. Foram identificadas, nas entrevistas, as seguintes habilidades sociais dos Juízes: ser cordial, assumir o papel de gestor, desenvolver uma gestão democrática e baseada em metas e recompensas, elogiar e engrandecer a organização Justiça Federal e os seus servidores, ser acessível, criar identidades ou novos quadros culturais e institucionalizar esses padrões criados. Essas ações foram classificadas como habilidades sociais por induzirem a cooperação no campo e favorecerem a reprodução desta elite, e tal constatação confirma a hipótese levantada no estudo
Abstract: The history of the Brazilian public administration also shelters the history of elites, groups of individuals who hold power, wealth and high social status. From the Empire to the Republic after the 1988 Constitution, the elites are present in the Brazilian public administration, passing through patrimonialism, bureaucracy to new public management. In this work, the presence of elites in the public administration, specifically in the local federal judicial sphere, allowed the hypothesis that it is possible to identify and understand how and what resources these "power groups" use for their reproduction. The objective established in this paper was to discuss and identify the social skills of the federal judicial elite in Mossoró city. For this, we sought to relate theoretically elites, fields, habitus and social skills; describe the trajectory of the Brazilian public administration regarding the models of management and its relationship with the elite concept; and identify and characterize the public elite of the Federal Justice in Mossoró/RN. As for the method, a social research of the descriptive type was carried out, with a qualitative approach, using the technique of bibliographical research to survey the theoretical reference, and later semi-structured interviews to collect the data from the three titular Judges who work in the Federal Court in Mossoró, identified in this study as elite. The analysis of the data collected was made in the light of the concepts of social skills proposed by Neil Fligstein, as well as of fields, habitus and symbolic power of the work of Pierre Bourdieu, thus avoiding generalizations. The judges' social skills were identified in the interviews: being cordial, assuming the role of manager, developing a democratic management based on goals and rewards, praising and enhancing the Federal Justice organization and its servers, being accessible, creating identities or new cultural frameworks and institutionalize these created standards. These actions were classified as social skills for inducing cooperation in the field and favoring the reproduction of this elite, and this confirms the hypothesis raised in the study
Keywords: Administração pública
Elites
Gestão
Habilidades sociais
Public administration
Elites
Management
Social skills
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
metadata.dc.publisher.initials: UFERSA
metadata.dc.publisher.department: Centro de Ciências Sociais Aplicadas e Humanas - CCSAH
metadata.dc.publisher.program: Programa de Mestrado Profissional em Administração Pública
Citation: Citação com autor incluído no texto: Gomes (2019) Citação com autor não incluído no texto: (GOMES, 2019)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/5200
Issue Date: 29-Mar-2019
Appears in Collections:MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AnaraLNG_DISSERT.pdf1.41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.