Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/5213
Type: Dissertação
Title: Conhecimento ecológico e manejo de produtos florestais não-madeireiros por comunidades tradicionais da amazônia
Authors: Medeiros, Tássia Karina Alexandre de
First Advisor: Baldauf, Cristina
First member of the board: Costa, Rafael Carvalho da
Second member of the board: Wadt, Lúcia Helena de Oliveira
Third member of the board: Lunardi, Vitor de Oliveira
Resume: Entre os produtos e os benefícios da floresta amazônica, os produtos florestais não-madeireiros (PFNM) destacam-se por fornecer um apoio considerável às comunidades locais sob a forma de alimentos, medicamentos, combustível, plantas de importância cultural, além de representar uma fonte de renda significativa. Atualmente, o PFNM mais notável desta floresta é castanha-do-brasil (Bertholletia excelsa), amplamente reconhecida como uma das espécies de maior valor econômico e social. Desta forma, os objetivos do trabalho são avaliar a sustentabilidade do extrativismo da castanha-do-brasil (capítulo 1) e realizar um diagnóstico do conhecimento científico e do conhecimento tradicional acerca dos principais produtos florestais não-madeireiros explorados pelos extrativistas na Reserva Extrativista do Rio Ouro Preto, situada no Estado de Rondônia (capítulo 2). A avaliação da sustentabilidade do extrativismo da castanha foi realizada utilizando o método MESMIS (Marco para a Avaliação de Sistemas de Manejo de Recursos Naturais incorporando Indicadores de Sustentabilidade). Para tanto, foram criados 24 indicadores de sustentabilidade distribuídos nas dimensões ambiental, econômica e social. Para a coleta de dados foram realizadas 56 entrevistas semiestruturadas com extrativistas da referida reserva, sendo estes 29 coletores de castanha que moram na área aquática e 27 na área terrestre. As duas áreas foram comparadas para avaliar potenciais diferenças na gestão do recurso, as quais poderiam ser importantes no desenho de estratégias para aumentar a sustentabilidade da coleta. De maneira geral, o sistema de manejo relacionado ao extrativismo da castanha-do-brasil atingiu valores intermediários no que se refere à sustentabilidade e, do ponto de vista ambiental, não foram detectados problemas que ameacem a continuidade da coleta. Porém, para chegar a valores ideais considerados sustentáveis como um todo, são necessárias mudanças nos aspectos socioeconômicos associados ao extrativismo, bem como o desenvolvimento de políticas públicas para desenvolvimento da RESEX Rio Ouro Preto, garantindo as populações tradicionais melhores condições de vida dentro dessas unidades. Já no capítulo 2 selecionamos espécies com história de uso não- madeireiro pelas comunidades locais, bem como indicadores de sustentabilidade ecológica com a ajuda da literatura especializada. A coleta de dados acadêmicos sobre espécies e indicadores foi realizada através de pesquisa em bases de dados, enquanto o conhecimento ecológico tradicional foi avaliado usando a técnica de grupos focais durante oficinas participativas. A análise dos dados foi realizada utilizando estatísticas multivariadas e demonstrou algumas convergências entre diferentes sistemas de conhecimento. Tais convergências permitiram a identificação de espécies com potencial de gestão sustentável, entre elas açaí (Euterpe precatoria), patauá (Oenocarpus bataua), cupuí (Theobroma subincanum), pama miratinga (Pseudolmedia laevis), seringueira verdadeira (Hevea brasiliensis), seringueira itaúba (Hevea guianensis) e buriti (Mauritia flexuosa). Além destas, o babaçu (Attalea speciosa) também apresentou potencial para o manejo sustentável na RESEX Rio Ouro Preto. Por outro lado, o cumarú de ferro (Dipteryx odorata), cumarú de cheiro (Amburana acreana), uxi (Endopleura uchi), gameleira (Ficus maxima) e toarí vermelho (Cariniana micranta) não apresentaram potencial ecológico para exploração, necessitando de mais estudos no âmbito do manejo participativo, a fim de gerar sistemas de manejo visando a sustentabilidade
Abstract: Among the products and benefits of the Amazon forest, non-timber forest products (NTFPs) stand out for providing considerable support to local communities in the form of food, medicines, fuel, plants of cultural importance, as well as representing a source of significant income. Currently, the most notable NTFP in this forest is Brazil nut (Bertholletia excelsa), widely recognized as one of the most economically and socially valuable species. In this way, the objectives of this work are to evaluate the sustainability of Brazil nut extraction (Chapter 1) and to make a diagnosis of the scientific knowledge and traditional knowledge about the main non-timber forest products exploited by the extractivists in the Extractive Reserve of Rio Ouro Preto, located in the State of Rondônia (chapter 2). The evaluation of the sustainability of chestnut extractivism was carried out using the MESMIS method (Framework for the Evaluation of Natural Resource Management Systems incorporating Sustainability Indicators). In order to do so, 24 sustainability indicators were created, distributed in the environmental, economic and social dimensions. For data collection, 56 semi-structured interviews with extractivists of the said reserve were carried out, being these 29 collectors of chestnut that live in the aquatic area and 27 in the terrestrial area. The two areas were compared to evaluate potential differences in resource management, which could be important in designing strategies to increase collection sustainability. In general, the management system related to Brazil nut extraction reached intermediate values in terms of sustainability and, from the environmental point of view, no problems were detected that threaten the continuity of the collection. However, in order to reach the ideal values considered sustainable as a whole, changes in the socioeconomic aspects associated with extractivism are needed, as well as the development of public policies for the development of RESEX Rio Ouro Preto, guaranteeing the traditional populations better living conditions within these units. In Chapter 2 we selected species with a history of non-timber use by local communities, as well as indicators of ecological sustainability with the help of specialized literature. The collection of academic data on species and indicators was done through database research, while traditional ecological knowledge was assessed using the focus group technique during participatory workshops. Data analysis was performed using multivariate statistics and demonstrated some convergences between different knowledge systems. Such convergences allowed the identification of species with a potential for sustainable management, among them açaí (Euterpe precatoria), patauá (Oenocarpus bataua), cupuí (Theobroma subincanum), pama miratinga (Pseudolmedia laevis), true rubber tree (Hevea brasiliensis), rubber tree itaúba Hevea guianensis) and buriti (Mauritia flexuosa). In addition, the babaçu (Attalea speciosa) also presented potential for sustainable management in the Rio Ouro Preto RESEX. On the other hand, iron cougarú (Dipteryx odorata), coulorú (Amburana acreana), uxi (Endopleura uchi), gameleira (Ficus maxima) and red toarí (Cariniana micranta) presented no ecological potential for exploration, in the scope of participatory management, in order to generate management systems aiming at sustainability
Keywords: Extrativismo
Castanha-do-Brasil
Indicadores de sustentabilidade
Conservação
Extractivism
Brazil nut
Sustainability indicators
Conservation
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
Institution Initials: UFERSA
Department: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - CCBS
Program Name: Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação
Citation: Citação com autor incluído no texto: Medeiros (2018) Citação com autor não incluído no texto: (MEDEIROS, 2018)
Access Type: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/5213
Issue Date: 28-Feb-2018
License Term: CC-BY-SA
Appears in Collections:Mestrado em Ecologia e Conservação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TássiaKAM_DISSERT.pdf3.59 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.