Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/5309
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Imagens da violência e a violência das imagens. as narrativas imagéticas de violências nos livros didáticos de história do ensino médio.
metadata.dc.creator: Morais, Ana Meyre de
metadata.dc.contributor.advisor1: Tamanini, Paulo Augusto
metadata.dc.contributor.referee1: Aguiar, Ana Lúcia Oliveira
metadata.dc.contributor.referee2: Rocha, Simone Maria da Rocha
metadata.dc.contributor.referee3: Silva, Francisco Vieira da
metadata.dc.contributor.referee4: Pontes, Verônica Maria de Araujo
metadata.dc.description.resumo: Em diferentes períodos da História, a violência deixou-se ser traduzida por práticas, intimidações, silenciamentos, reclusões, empreendidas por diversos povos, ora de forma sutil, ora de forma explícita. Atualmente, muitas formas de violência ganham destaques sensacionalistas nos diferentes espaços midiáticos, gerando por vezes a banalização daquilo que deveria ser refletido, analisado e questionado também nas salas de aula. Observam-se que as imagens da violência estão disseminadas em diferentes lugares e meios. Os livros didáticos de História não são a exceção, ainda que neles a violência seja pensada apenas como consequência de fatos e atos dos personagens, dos heróis, dos inimigos, dos estrangeiros, do outro. Os livros didáticos não se prestam apenas a divulgar, mas fazer com que a reflexão seja consequência dos conteúdos ministrados. O ambiente escolar não se torna somente lugar de produção de conhecimento, mas um espaço em que se pode abordar sobre diferentes temas tão delicados. A proposta desta pesquisa pautou-se, portanto, em analisar as imagens de cunho violento presentes nos livros didáticos de História do Ensino Médio, para observar como este tema pode auxiliar os alunos a se tornarem críticos, reflexivos e atuantes durante sua formação. Para tanto, a metodologia contou com uma catalogação de imagens que podem ser traduzidas como violentas, presentes na Coleção História Passado e Presente do Ensino Médio. Em segundo momento, a análise das imagens foram referência documental historiográfica que muito influencia na qualidade do ensino. Sobre as imagens, procurou-se traçar uma crítica documental à luz das Histórias das Imagens. Para tanto, teoricamente, esta investigação se ancorou em: Santaella (2012), Bittencourt (2004, 2009), Müller (1995), Arendt (1970), Pinsky (1994), Cassiano (2013), Odalia (2012), Bardin (2011), Gil (2008). O resultado demonstrou que as imagens de teor violento oferecem meios para potencializar não apenas o Ensino de História, mas também a forma como os discentes leem e percebem os registros iconográficos.
Abstract: In different periods of history, violence has been translated into practices, intimidation, silences, imprisonment undertaken by various peoples, sometimes subtly, sometimes explicitly. Currently, many forms of violence gain sensationalist highlights in different media spaces, sometimes generating the trivialization of what should be reflected, analyzed and questioned also in classrooms. It is observed that the images of violence are spread in different places and means. History textbooks are not the exception, even though violence is thought of only as a consequence of facts and acts of the characters, heroes, enemies, foreigners, and others. The textbooks do not only serve to disseminate, but make the reflection is a consequence of the contents taught. The school environment becomes not only a place of knowledge production, but a space where one can approach different delicate subjects. The purpose of this research was therefore to analyze the images of violent nature present in high school history textbooks, to observe how this theme can help students become critical, reflective and active during their education. To this end, the methodology featured a cataloging of images that can be translated as violent, present in the Past and Present History Collection of High School. Secondly, the analysis of the images were a historiographical documentary reference that greatly influences the quality of teaching. About the images, we tried to draw a documentary criticism in the light of the Histories of the Images. Therefore, theoretically, this research was anchored in: Santaella (2012), Bittencourt (2004, 2009), Muller (1995), Arendt (1970), Pinsky (1994), Cassiano (2013), Odalia (2012), Bardin ( 2011), Gil (2008). The result showed that violent images offer ways to enhance not only the teaching of history, but also the way students read and perceive iconographic records.
Keywords: Imagens da violência
Livro didático de História
Ensino de História
Images of violence
History textbook
History teaching
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
metadata.dc.publisher.initials: UFERSA
metadata.dc.publisher.department: Centro de Ciências Sociais Aplicadas e Humanas - CCSAH
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ensino - POSENSINO
Citation: Citação com autor incluído no texto: Morais (2019) Citação com autor não incluído no texto: (MORAIS, 2019)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/5309
Issue Date: 25-Sep-2019
Appears in Collections:MESTRADO EM ENSINO

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AnaMM_DISSERT.pdf4.18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.