Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/5571
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Hidrocondicionamento em sementes de piptadenia moniliformis benth. e efeitos em condições de estresse salino
metadata.dc.creator: Ramalho, Luirla Bento
metadata.dc.contributor.advisor1: Benedito, Clarisse Pereira
metadata.dc.contributor.referee1: Torres, Salvador Barros
metadata.dc.contributor.referee2: Sousa, Danielle Marie Macedo
metadata.dc.description.resumo: O condicionamento fisiológico consiste na hidratação controlada das sementes, suficiente para promover a ativação das fases iniciais da germinação, sem que ocorra emissão da raiz primária. Esta técnica tem apresentando vantagens ao desempenho das sementes após exposições ao estresse salino, no entanto, ainda pouco utilizada para espécies florestais. Sendo assim, objetivou-se avaliar o efeito do hidrocondicionamento na germinação e vigor de sementes de Piptadenia moniliformis Benth. submetidas ao estresse salino. Para isto, foram coletadas sementes no município de Areia Branca-RN, em outubro de 2014 e acondicionadas em garrafas plásticas em ambiente controlado (±17 °C, 50% de UR) até a realização do experimento. Para determinação do tempo de hidrocondicionamento, foram utilizadas duas repetições de 25 sementes, colocadas entre duas folhas de papel mata-borrão acondicionadas em caixa tipo gerbox, com pesagens feitas a cada uma hora, nas primeiras 14 horas, com intervalo de 9 horas e em seguida pesou-se a cada uma hora até o surgimento da radícula em pelo menos 50% das sementes. Para simulação do estresse salino durante a germinação de sementes, preparou-se soluções com o cloreto de sódio (NaCl) nos potenciais -0,3, -0,6, -0,9 e -1,2 MPa. O teste de germinação foi realizado com sementes hidrocondicinadas e não-hidrocondicinadas, semeadas em folhas de papel germitest® umedecidos com as soluções salinas e mantidos em câmara de germinação tipo B.O.D (Biochemical Oxygen Demand) a 25°C, durante 21 dias. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado em esquema fatorial 2 x 4, com quatro repetições de 25 sementes, sendo o primeiro fator formado por sementes hidrocondicionadas e não-hidrocondicionadas e o segundo aos potenciais do estresse salino (-0,3, -0,6, -0,9 e -1,2 MPa). As variáveis analisadas foram: germinação, índice de velocidade de germinação, altura de plântula, comprimento de raiz e massa seca de plântulas. O hidrocondicionamento reduz os efeitos negativos do estresse salino sobre o vigor das sementes de P. moniliformis, até o limite de até -0,9 MPa.
Abstract: The physiological conditioning consists of the controlled hydration of the seeds, enough to promote the activation of the initial stages of germination, without the emission of the primary root. This technique has presented advantages to the seed performance after exposures to saline stress, however, still little used for forest species. The objective of this study was to evaluate the effect of hydrocondicionamento on germination and seed vigor of Piptadenia moniliformis Benth. submitted to saline stress. For this, seeds were collected in the city of Areia Branca-RN, in October 2014 and conditioned in plastic bottles in a controlled environment (± 17 ° C, 50% RH) until the experiment was carried out. To determine the time of hydrocondicionamento, two replicates of 25 seeds were used, placed between two sheets of blotting paper conditioned in a gerbox box, with weighings done every one hour, in the first 14 hours, with interval of 9 hours and in then weighed every one hour until the appearance of the radicle in at least 50% of the seeds. To simulate saline stress during seed germination, solutions were prepared with sodium chloride (NaCl) at potentials -0.3, -0.6, -0.9 and -1.2 MPa. The germination test was performed with hydrocondycin and non-hydrocondylated seeds, seeded on germitest® paper sheets, moistened with saline solutions and kept in a B-type germ-type B.O.D (Biochemical Oxygen Demand) at 25 ° C for 21 days. The experimental design was completely randomized in a 2 x 4 factorial scheme, with four replicates of 25 seeds, the first factor being hydrocondicionadas and non-hydrocondicionadas seeds and the second one to potentials of saline stress (-0.3, -0, 6, -0.9 and -1.2 MPa). The analyzed variables were: germination, germination speed index, seedling height, root length and seedling dry mass. The hydrocondicionamento reduces the negative effects of saline stress on the vigor of P. moniliformis seeds up to the limit of up to -0.9 MPa.
Keywords: Fabaceae
Condicionamento
Estresse abiótico
Catanduva
Fabaceae
Priming
Abiotic stress
Catanduva
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
metadata.dc.publisher.initials: UFERSA
metadata.dc.publisher.department: Centro de Ciências Agrárias - CCA
Citation: Citação com autor incluído no texto: Ramalho (2017) Citação com autor não incluído no texto: (RAMALHO, 2017)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/5571
Issue Date: 28-Sep-2017
Appears in Collections:Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LuirlaBR_MONO.pdf661.64 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.