Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/5658
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Análise temporal da cobertura vegetal do município de Pedro Avelino, Rio Grande do Norte
metadata.dc.creator: Vieira, Ivinna Kariny da Costa
metadata.dc.contributor.advisor1: Baldauf, Cristina
metadata.dc.contributor.referee1: Baldauf, Cristina
metadata.dc.contributor.referee2: Ferreira, Eveline Almeida
metadata.dc.contributor.referee3: Freitas, Diana Carvalho de
metadata.dc.description.resumo: O bioma Caatinga, localizado no nordeste do Brasil, apresenta vegetação xerófila adaptada ao clima semiárido de precipitações baixas, predominando plantas lenhosas de pequeno porte, espécies decíduas, com espinhos e acúleos e herbáceas anuais. Uma vez que a Caatinga vem sofrendo intensos distúrbios e a ação antrópica está intensificando a degradação do bioma, é de suma importância, estudar e quantificar o quanto de mudanças já ocorreu ao longo dos anos na Caatinga. O presente trabalho objetivou verificar as mudanças da cobertura vegetal no município de Pedro Avelino, localizado no Estado do Rio Grande do Norte, Brasil. As principais atividades econômicas deste município estão ligadas à agropecuária (IBGE 2019), portanto, ele será considerado como modelo para compreender as principais mudanças ocorridas na cobertura vegetal da Caatinga decorrentes da agricultura e da pecuária ao longo das últimas décadas. Para verificar as mudanças ocorridas na vegetação no município estudado foram utilizadas imagens de satélites (Landsat) A aquisição das imagens foi realizada na página do Instituto Nacional de pesquisas espaciais (INPE) As imagens foram analisadas a partir bandas 3 e 4 referentes a cada satélite, tendo sido realizado o cálculo de NDVI, a partir de um complemento disponível no Qgis. O NDVI gerou seis classes e cinco alvos de superfície, para o município de Pedro Avelino ao decorrer dos anos houve uma diminuição das classes seis (Vegetação arbóreo-arbustiva), quatro (Vegetação arbustiva aberta) e cinco (Vegetação arbustivo-arbórea) e um aumento da classe três (Vegetação herbácea) e das áreas sem vegetação. Estas modificações devem estar atreladas a fatores ambientais como a precipitação e as atividades humanas, sobretudo a agricultura e a pecuária, de acordo com o censo agropecuário o município de Pedro Avelino duplicou o número de cabeças de animais nos últimos 14 anos, o que ocasionou a necessidade de mais pasto, levando desta forma a diminuição da vegetação. Os dados aqui apresentados permitiram uma maior compreensão das mudanças da vegetação e desta forma quanto mais compreendermos e entendermos as transformações da paisagem ao longo do tempo mais fácil será estabelecer estratégias de conservação, manejo e restauração tão necessárias para a Caatinga.
Keywords: NDVI
Desmatamento
Caatinga
Geoprocessamento
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
metadata.dc.publisher.initials: UFERSA
metadata.dc.publisher.department: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - CCBS
Citation: (VIEIRA, 2020)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/5658
Issue Date: 7-Feb-2020
Appears in Collections:Ecologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Ivinna.pdf1.7 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.