Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/6611
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Mistura de espécies espontâneas da caatinga como adubo verde na produtividade de cultivares de rúcula
metadata.dc.creator: Silva, Claudia Raquel Gama da
metadata.dc.contributor.advisor1: Assis, Janilson Pinheiro de
metadata.dc.contributor.referee1: Linhares, Paulo César Ferreira
metadata.dc.contributor.referee2: Sousa, Roberto Pequeno de
metadata.dc.description.resumo: A utilização de fontes de adubos disponível na propriedade é de suma importância para o agricultor, pois possibilita ao mesmo produzir com redução dos custos de produção. Nesse sentido, objetivou-se avaliar a produtividade de cultivares de rúcula fertilizada com diferentes quantidades da mistura de espécies espontâneas da caatinga incorporada ao solo. O experimento foi conduzido na Fazenda Experimental Rafael Fernandes, no distrito de Alagoinha, zona rural de Mossoró-RN, no período de março a junho de 2020. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos completos casualizados em esquema fatorial 5 x 2, com três repetições. O primeiro fator foi constituído de cinco quantidades da mistura de espécies espontâneas da caatinga (0,0; 0,24; 0,48; 0,96 e 1,90 kg m-2 de canteiro). O segundo fator foi constituído das cultivares de rúcula (cultivada e folha larga). As cultivares de rúcula foram plantadas em semeadura direta. Logo após a colheita, as plantas foram transportadas para o Laboratório de Pós-Colheita de Hortaliças do Departamento de Ciências Agronômica e Florestal da UFERSA, onde foram analisadas. Foram avaliadas as seguintes características: altura de planta (cm planta-1), número de folhas por planta (termos de média), rendimento e massa da matéria seca da rúcula (g m-2 de canteiro) e número de molhos (unidades m-2). Não Observou interação entre os fatores estudados para a cultura da rúcula. O melhor desempenho agronômico em função das quantidades de adubos verdes foi de 821,5 g m-2 de massa verde, correspondendo a 27,4 unidades de molhos m-2, na quantidade de 1,9 kg m-2. Em relação às cultivares de rúcula (cultivada e folha larga), a cultivar Cultivada foi superior estatisticamente, com valores de 490 g m-2, correspondendo a 16,3 unidades de molhos m-2.
Keywords: Merremia aegyptia L.
Senna uniflora
Produção orgânica de hortaliças
Calotropis procera
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
metadata.dc.publisher.initials: UFERSA
metadata.dc.publisher.department: Centro de Ciências Agrárias - CCA
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/6611
Issue Date: 28-May-2021
Appears in Collections:Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ClaudiaRGS_MONO.pdf585.44 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons