Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/tede/640
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Biologia populacional, crescimento alométrico e estado de conservação do caranguejo Uca (Uca) maracoani (Latreille, 1802-1803) (Decapoda: Ocypodidae) em um estuário do semiárido brasileiro
metadata.dc.creator: Silva, Francisca Mariana Rufino de Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor1: Bezerra, Luis Ernesto Arruda
metadata.dc.contributor.referee1: França, Leonardo Fernandes
metadata.dc.contributor.referee2: Almeida, Alexandre Oliveira de
metadata.dc.description.resumo: Os fatores populacionais, o crescimento alométrico e o estado de conservação do caranguejo Uca (Uca) maracoani encontrados no estuário da Praia da Baixa Grande, Nordeste do Brasil (4°55’90”S, 37°04’51”W) foram estudados no período de junho de 2013 a junho de 2014. A biologia populacional foi analisada quanto à estrutura etária, tamanho médio, razão sexual e lateralidade dos quelípodos. A coleta dos animais se deu por meio de esforço de captura (CPUE) de uma pessoa durante 60 min. em período de marés baixas diurnas de sizígia. Foram coletados 404 indivíduos, dos quais 315 eram machos, 87 fêmeas não ovígeras e 2 fêmeas ovígeras. Os machos apresentaram tamanho médio de largura da carapaça de 27,1 ± 5,47 mm e foram significativamente maiores do que as fêmeas não ovígeras (T= 6,6352; p < 0,0001), que tiveram tamanho médio de 23,4 ± 4,27 mm. A distribuição das classes etárias foi unimodal e não diferiu da normalidade para machos (KS=0,08, p > 0.0001) e fêmeas não ovígeras (KS=0,16, p > 0.0001). A proporção sexual total foi desviada a favor dos machos (3,5:1; 2=129,6; p < 0,001). Todos os meses apresentaram maior ocorrência de machos do que fêmeas na população. A proporção de machos tendo o quelípodo maior do lado direito (143 animais) ou esquerdo (174 animais) não diferiu da razão esperada de 1:1 (1:0,82; 2 = 3.032; p < 0,001). O estudo das relações alométricas se baseou nas relações entre largura da carapaça e tamanho do quelípodo maior para os machos e largura da carapaça e largura do abdomem para as fêmeas. Estas relações foram aferidas em 294 machos e 89 fêmeas. Foi utilizado o programa REGRANS para as análises de alometria dos animais coletados. Os machos foram maiores do que as fêmeas e o ponto de maturidade morfológica dos machos foi 20,29 mm de LC, enquanto para as fêmeas foi de 20,09 mm de LC. O crescimento apresentou um padrão alométrico positivo para a maioria das análises, apenas o crescimento das fêmeas adultas se mostrou isométrico. Já para a caracterização do estado de conservação da população de Uca (U.) maracoani, foi utilizada a metodologia proposta pela União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN) a qual é adotada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação (ICMBio) na elaboração da lista das espécies ameaçadas da fauna brasileira. Com base nos critérios, foi possível caracterizar a espécie como Menos Preocupante (LC) entre as 11 categorias existentes, que vão desde Não Avaliado (NE) até Extinto (EX)
Abstract: Population biology and alometric growth and conservation states of Uca (Uca) maracoani were studied for the first time in a tropical estuary of Northeastern Brazil. A catch-per-unit-effort (CPUE) technique was used to sample the crabs using 60-min sampling periods by one people on a monthly basis during low tide periods from June/2013 to June/2014 in a estuary area of Baixa Grande Beach (4°55’90”S, 37°04’51”W). The following aspects of this population were analyzed: spatial distribution, body size, size-frequency distribution, sex ratio, recruitment of juveniles and handedness. A total of 404 crabs were obtained, of which 315 were males, 87 non-ovigerous females, and two ovigerous females. The U. (U.) maracoani population presented unimodal size frequency distribution (KS=0,08, p > 0.0001). Males (mean±SD: 27,1 ± 5,47 mm CW) were larger than non-ovigerous females (mean±SD: 23,4 ± 4,27 mm CW). The overall sex ratio (3,5:1) differ significantly from the expected 1:1 proportion (2=129,6; p < 0,001). The major cheliped was the right one in 50% of the males (1:0,82; 2 = 3.032; p < 0,001). A total of 294 males and 89 females were used in the alometric study. The specimens were measured at carapace width (CW), the major propodus length (MPL) of males, and abdomen width (AW) of females. In males, the inflection point was at 20.29 mm CW in the relationship between CW and the length of major propodus (MPL), considering the morphological size at the onset of maturity. Based on the relationship between CW and AW, the size at sexual maturity in females was 20.09 mm. Finally, the conservation status of U. (U.) maracoani was analyzed using the method guide proposed by the International Union for Conservation of Nature (IUCN), which is followed by the Brazilian Environmental Agency (ICMBio) to elaborate the red list of Brazilian fauna. According to the guide, was possible characterize the species as Least Concerned (LC) among eleven categories proposed, from Not Evaluated (NE) to Extinct (EX)
Keywords: População
Alometria
Conservação
Uca (Uca) maracoani
Population biology
Alometric growth
Conservation
Uca (Uca) maracoani
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
metadata.dc.publisher.initials: UFERSA
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação
Citation: SILVA, Francisca Mariana Rufino de Oliveira. Biologia populacional, crescimento alométrico e estado de conservação do caranguejo Uca (Uca) maracoani (Latreille, 1802-1803) (Decapoda: Ocypodidae) em um estuário do semiárido brasileiro. 2015. 74 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Pós-graduação em Ecologia e Conservação, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró, 2015.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/tede/640
Issue Date: 4-Mar-2015
Appears in Collections:MESTRADO EM ECOLOGIA E CONSERVAÇÃO

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FranciscaMROS_DISSERT.pdf3.16 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.