Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/5117
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Identificação da morfologia do grão no metal de solda em função da variação da temperatura de pré-aquecimento
metadata.dc.creator: Câmara, Andressa Clarice de Sousa
metadata.dc.contributor.advisor1: Fraga, Francisco Edson Nogueira
metadata.dc.contributor.referee1: Reis, Francisco Evaristo Uchoa
metadata.dc.contributor.referee2: Alves, Ingrid Heloisa da Silva
metadata.dc.description.resumo: O conhecimento da influência de parâmetros da soldagem sobre a microestrutura dos materiais metálicos é de suma importância pois a avaliação dos microconstituintes tem relação direta com as propriedades mecânicas finais obtidas na junta soldada, bem como a morfologia do grão que exerce um papel importante na tenacidade do metal de solda. Diversas variáveis no processo de soldagem podem influenciar na solidificação do metal de solda, como por exemplo a energia de soldagem, a condutividade térmica do material, a espessura do material e o pré-aquecimento, em que todas estão associadas à taxa de resfriamento que, por sua vez, influencia diretamente nos processos de nucleação e crescimento na solidificação. Este trabalho tem o objetivo identificar diferentes morfologias de grão que podem ser encontradas em um metal de solda em função da variação da temperatura de pré-aquecimento. Dessa forma, foram realizados experimentos com solda TIG autógena variando o pré-aquecimento em três níveis (soldagem à 36ºC, à 100°C e à 200°C), mantendo energia de soldagem e demais parâmetros constantes. Os metais de solda foram analisados metalograficamente, caracterizando as morfologias de grão presentes nas seções transversais dos cordões de solda. Foram encontradas combinações de morfologias distintas para cada temperatura de pré-aquecimento. Na amostra sem pré-aquecimento foi encontrado zona colunar com equiaxial central, enquanto que a amostra a 100°C apresentou apenas crescimento epitaxial e por fim a amostra a 200°C mostrou crescimento epitaxial com zona equiaxial central, evidenciando a influência da temperatura de pré-aquecimento. Complementarmente foi possível constatar que a largura e a profundidade do cordão de solda são maiores à medida que esse parâmetro é aumentado.
Keywords: TIG Autógeno
Solidificação
Parâmetros de soldagem
Microestrutura
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA MECANICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
metadata.dc.publisher.initials: UFERSA
metadata.dc.publisher.department: Centro de Engenharias - CE
Citation: (CÂMARA, 2018) Câmara (2018)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/5117
Issue Date: 11-Apr-2018
Appears in Collections:Engenharia Mecânica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AndressaCSC_MONO.pdf1.31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.