Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/5659
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Conhecimento ecológico e uso de bens naturais por populações quilombolas e não quilombolas do Sítio Cumbe, Estado do Ceará
metadata.dc.creator: Silva, Laiza Maria Rodrigues
metadata.dc.contributor.advisor1: Baldauf, Cristina
metadata.dc.contributor.referee1: Baldauf, Cristina
metadata.dc.contributor.referee2: Paiva, Luciana Viera de
metadata.dc.contributor.referee3: Nascimento, João Luís Joventino do
metadata.dc.description.resumo: O isolamento do povo quilombola favoreceu o fortalecimento de uma cultura que possui aspectos do período histórico de escravidão e técnicas de relação com a natureza que passaram por gerações. O Sítio Cumbe, situado no Ceará, abriga uma comunidade quilombola que vem sendo afetada na sua forma de viver devido à chegada de grandes empreendimentos e por parte da comunidade que não se reconhece como quilombola. A pesquisa objetivou comparar o conhecimento ecológico tradicional e uso de recursos (flora e fauna) de moradores quilombolas e não quilombolas do Sítio Cumbe, situado em Aracati – Ceará. Foram selecionadas dez espécies de plantas e dez animais encontrados na região, visando abranger um gradiente em relação às suas abundâncias, baseado nas informações fornecidas pelos moradores locais. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas e estímulos visuais (fotografias), sendo os participantes questionados sobre o conhecimento e usos das espécies. Foram quantificados tanto o conhecimento de cada participante, quanto as formas de utilização e a frequência de uso das espécies. De forma geral, englobando a fauna e flora não houve diferença entre o conhecimento das espécies pelas duas populações. Analisados separadamente, para a flora, a população quilombola detém maior conhecimento, já para a fauna, não houve diferença significativa. As formas de utilização sugeridas para as espécies da flora foram: Alimentício, Forragem, Medicinal, Madeireiro (construção de casas, cercas, móveis, ferramentas, lenha e carvão), Artesanato, Cultural (brincadeiras), Comercialização e Outros (tinta, adubo). Já para as espécies da fauna foram: Alimentício, Doméstico, Medicinal, Artesanato, Construção (estradas), Cultural (místico), Comercialização e Outros (adubo). Quanto à frequência de uso, de forma geral (considerando flora e fauna) há uma diferença significativa (t = 2.6823; p = 0,009) na frequência de uso das espécies pelas populações, na qual a tradicional utiliza com mais constância as espécies. Analisados separadamente, para a flora houve diferença significativa, já para a fauna, não. Constatou-se que os quilombolas não só conhecem mais espécies vegetais, como também as empregam como recurso com mais frequência. Este padrão é típico de comunidades tradicionais, as quais têm seus meios de vida fundamentados no conhecimento ecológico tradicional e no uso de recursos naturais. Por outro lado, a semelhança no conhecimento e usos da fauna pode ser decorrente de vários fatores, tais como uma maior disseminação do conhecimento sobre esse grupo na comunidade e restrições de uso de recursos referentes à legislação ambiental (caça). Em relação à transferência do conhecimento para as novas gerações: 93% dos quilombolas repassam o conhecimento, e 36% dos não quilombolas. Deste modo, é possível que as diferenças entre os conhecimentos dos dois grupos se intensifiquem nas próximas décadas.
Keywords: Etnobotânica
Etnozoologia
Populações tradicionais
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
metadata.dc.publisher.initials: UFERSA
metadata.dc.publisher.department: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - CCBS
Citation: (SILVA, 2020)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/5659
Issue Date: 14-Jan-2020
Appears in Collections:Ecologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LaizaMariaRS_MONO.pdf4.15 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.