Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/6306
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Análise espaço-temporal da mata ciliar no perímetro estuarino do Rio Jaguaribe/CE
metadata.dc.creator: Menezes, Kaio Cesar de Carvalho
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Paulo César Moura da
metadata.dc.contributor.referee1: Coelho, Daniela da Costa Leite
metadata.dc.contributor.referee2: Sousa, José Batista de
metadata.dc.description.resumo: A mata ciliar é um recurso natural que age como ferramenta para redução do assoreamento e minimização da deterioração dos rios e riachos, sendo classificada como ecótono, uma zona de transição do ambiente aquático para o terrestre que regula a transferência de energia e nutrientes entre esses ecossistemas. As modificações neste ambiente são proibidas conforme a Lei do Código Florestal de N° 12.651/2012. Logo, este trabalho traz como objetivo uma análise espaço-temporal da mata ciliar no perímetro estuarino do Rio Jaguaribe/CE, através da utilização das ferramentas de sensoriamento remoto no período histórico que vai de 1999 a 2019. Como objetivo específico, procurou-se realizar uma avaliação da aplicabilidade dos índices de vegetação escolhidos para a região estudada. Para as análises da área de estudo foram utilizadas imagens do satélite Landsat (5, 7 e 8). A realização das classificações supervisionadas das imagens foi dada através do plugin Semi-Automatic Classification Plugin, no software QGIS, versão 3.4.12-Madeira. Resultando em quatro classes, Vegetação densa; Vegetação esparsa, Solo exporto e Corpos aquáticos, onde foram geradas através dos índices de vegetação (NDVI e SAVI). Ao longo das duas décadas estudadas, percebeu-se uma alteração dos valores gerados pelos índices durante a série temporal, ficando evidente a função do fator de correção que o SAVI proporciona aos valores do NDVI. Para vegetação densa os maiores valores gerados pelos índices foram; 0.84 (NDVI) e 0.66 (SAVI). O solo exposto apresentou seus maiores valores para os índices de 0.17 (NDVI) e 0.25 (SAVI). Quando avaliou-se as áreas de ocupação de cada índice percebeu-se que, para a vegetação densa, ambos os índices reduziram suas áreas. Para a classe vegetação esparsa foram obtidos valores de área com padrão inverso entre os índices, dentro de toda avaliação temporal. Na classe solo exposto, os valores de área dos índices apresentaram um comportamento diferente das classes anteriores, apresentando um grande destaque para o SAVI em toda avaliação temporal. Contudo, foi possível observar a dinâmica que a mata ciliar apresenta quanto ao vigor e a área de ocupação dentro do período estudado, como também à aplicabilidade dos índices de vegetação no processo de analise espacial-temporal. Conclui-se que a mata ciliar está propicia a sofrer impactos, naturais ou antrópicos, desta forma é necessário entender cada vez mais sobre o que afeta essa vegetação diante do que ela nos propicia.
Keywords: Sensoriamento remoto
Índices de vegetação
Landsat
Vegetação
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Semi-Árido
metadata.dc.publisher.initials: UFERSA
metadata.dc.publisher.department: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - CCBS
Citation: Menezes (2020) (MENEZES, 2020)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufersa.edu.br/handle/prefix/6306
Issue Date: 11-Dec-2020
Appears in Collections:Ecologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
KaioCCM_MONO.pdf615.51 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.